Dinheiro apreendido: indícios de mensagens entre suspeito e um deputado estadual goiano

Em depoimento, os homens chegaram a comentar sobre um negócio envolvendo a venda de uma fazenda

Por Redação 04/10/2018 - 14:08 hs
Foto: Divulgação PF

A Polícia Federal revelou nesta semana que dois suspeitos levariam mais de R$ 1 milhão e 200 mil escondidos em malas numa aeronave com destino ao Aeroporto de Santa Genoveva, em Goiânia. O dinheiro não chegou a ser transportado, porque a polícia do Tocantins apreendeu a quantia em um táxi na TO-050.

Os dois suspeitos são Edilson Moura Porto e Elenilson Silva, que dizem ser goianos. Edilson foi liberado após prestar depoimento; Elenilson Silva, que já tem mandato de prisão aberto em Goiás, passou por audiência de custódia no Fórum de Palmas e deve continuar preso.

Suspeitas

Há indícios de troca de mensagens com um deputado estadual de Goiás, de nome não revelado. Em depoimento, os homens chegaram a comentar sobre um negócio envolvendo a venda de uma fazenda. A PF, que já solicitou a quebra de sigilo telefônico, instaurará inquérito de investigação.

Pronunciamento PF sobre a apreensão do dinheiro

''Em barreira de rotina, a Polícia Militar abordou na TO-050, km 28, sentido Porto Nacional a Palmas, um veículo com dois passageiros e o motorista. Um deles estava com uma bolsa de dinheiro no colo dizendo ter aproximadamente R$ 30 mil. Continuando as buscas, os policiais encontraram uma mala no bagageiro do automóvel contendo uma enorme quantidade de dinheiro. Questionados sobre o valor, os passageiros mencionaram algo em torno de R$ 1 milhão e não souberam explicar a origem do dinheiro.

A ocorrência foi encaminhada para a sede da Polícia Federal no Tocantins, tendo sido efetivado os devidos registros e oficiada a Justiça Eleitoral da capital sobre possível ocorrência de crime eleitoral''.