Santa Casa fecha Pronto Socorro a partir do dia 14/5

Estão suspensos os serviços de urgência e emergência. Só serão atendidos pacientes com necessidades oncológicas e as grávidas

Por Redação 13/05/2019 - 17:42 hs

Depois de 73 anos atendendo no seu pronto socorro, a Santa Casa de Misericórdia interromperá o atendimento de urgência e emergência a partir de zero hora desta terça (11).

A Assessoria de Comunicação Social da instituição informou ao Portal Anápolis 24 Horas que, pela falta do repasse de recursos estaduais, a Santa Casa tomou a medida para poder continuar funcionando, e, para isso, foi necessário interromper alguns serviços. A medida foi anunciada pelo padre Clayton Bergamo, membro da diretoria executiva da Fundação de Assistência Social de Anápolis (FASA), instituição mantenedora da Santa Casa. “Nós seguramos ao máximo pela nossa vocação de misericórdia, mas chegamos a um ponto de colocar em risco quem é atendido por lá”, afirmou o padre. Segundo ele, o atendimento de urgência ficará restrito aos casos de emergências obstétricas, oncológicas e de UTI. 

As receitas da Santa Casa não cobrem os gastos da instituição, o que fez com que alguns insumos também fossem cortados. Na semana passada, foi suspenso o fornecimento de gases não essenciais e a previsão é de que, nos próximos dias, seja suspenso o fornecimento de oxigênio.

Em meio a essa crise, a Santa Casa cobra o pagamento de R$ 2 milhões referentes à serviços prestados ao governo estadual e pede apoio da população, seja financeiro ou fornecendo alimentos.

Nesta terça, diretores da instituição darão uma entrevista coletiva para informar detalhes da medida tomada.


Sete décadas de serviço

A Santa Casa de Misericórdia nasceu em 1946, com o propósito da Fundação de Assistência Social de Anápolis (FASA), em assistir as pessoas em estado de vulnerabilidade econômica e social, acolhendo-as, além de oferecer sopa para matar a fome. Através do trabalho das Irmãs Franciscanas de Allegany e dos Frades Franciscanos da Província do Santíssimo Nome de Jesus no Brasil.

Em pleno funcionamento, a Santa Casa atende anualmente mais 500 mil pessoas vindas de Anápolis e mais de 50 cidades, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e diversos convênios com planos de saúde.